Óleos Essenciais

Óleos Essenciais

O que são óleos essenciais

Óleos essenciais estão na moda nos últimos tempos, mas são usados a séculos pela humanidade. Existem registros deles pelos egípcios, e até na bíblia para você ter uma ideia. Eles são substâncias voláteis, produzidos naturalmente pelas plantas e extraídos para uso.

Os óleos essenciais tem várias funções para as plantas, afastar pragas, atrair insetos polinizadores, proteção contra o ambiente. E em nosso organismo, ao longo do tempo encontramos inúmeras utilidades para esses óleos.

O uso dos óleos essenciais com finalidades terapêuticas como conhecemos hoje começou com o químico francês René Maurice Gattefosse no ano de 1928. Conta-se que ele sofreu um acidente de laboratório e queimou gravemente as mãos e os braços, e no instinto de apagar o fogo e aliviar a dor mergulhou os braços no primeiro líquido que encontrou, que era uma tina de óleo essencial de lavanda. Sentiu um alívio imediato da dor, e alguns dias depois não havia sequer marcas de queimadura.

A partir dessa experiência ele começou a estudar as propriedades terapêuticas dos óleos. Ele também foi o primeiro a fazer a essência, que é uma criação artificial que imita o óleo essencial. A essência apesar de ter aroma semelhante, não possui as mesmas propriedades terapêuticas, é muito usada na indústria de cosméticos, perfumes e alimentos por seu baixo custo.

Então para uso terapêutico procure sempre óleos essenciais, se estiver descrito como essência não vai te oferecer os efeitos desejados.

Qualidade dos óleos essenciais

Além disso, óleos essenciais não são todos iguais, quando utilizamos os mesmos devemos verificar as substâncias ativas desejadas. Dependendo da região onde a planta foi cultivada, da safra, e mais uma série de fatores, um óleo essencial puro pode apresentar mais ou menos substâncias ativas. Fazendo uma comparação, é mais ou menos como o vinho, podemos plantar uvas em qualquer lugar, mas a qualidade das mesmas varia drasticamente de uma região para outra.

E também a questão da adulteração, estimasse que mais de 90% dos óleos essenciais comercializados no mundo possuem algum tipo de adulteração ou contaminação. Um exemplo pessoal que posso citar é um óleo de rosas que uma amiga comprou e na embalagem na parte da frente dizia 100% puro, e na lista de ingredientes dizia 5% de óleo de rosas 95% de óleo de palma. Isto que o fabricante foi até “honesto” em citar isso nas letras miúdas, vários não tem nem isso.

Uma dica é procurar empresas que fornecem a cromatografia do óleo essencial por lote. Isso ajuda você a saber qual a composição do óleo que está comprando. Mesmo que ainda não saiba avaliar, somente o fato da empresa fornecer essa laudo já demonstra que ela é transparente.

Óleos Essenciais

Como usar óleos essenciais

Basicamente usamos óleos essenciais de três formas, aromática, tópica e ingestão. A questão da ingestão é um ponto polêmico em vários países, alguns autorizam, outros não. No Brasil também existe essa divisão, mas algumas empresas conseguiram a liberação da Convisa para qualificar seus óleos essenciais para a ingestão.

Importante lembrar que nem todos os óleos essenciais podem ser passados na pele puros, ou ser ingeridos. Então é bom sempre ter cuidado nessas práticas e buscar informações confiáveis.

 

Quantidades na hora de usar óleos essenciais

Um detalhe importante é em relação as quantidades, óleos essenciais puros são extremamente concentrados, em média uma gota de óleo essencial equivale a 20 – 24 xícaras de chá da planta. Então se a recomendação que você recebeu é para usar uma gota, não coloque duas ou três.

Também para uso tópico é comum usar o óleo essencial diluído em outro óleo vegetal, chamados também de carreadores. Isso ajuda a pele a absorver os óleos e também ajuda a evitar reações alérgicas na pele.

Óleos Essenciais mais usados

Quando começamos a conhecer este universo da aromaterapia descobrimos que existem milhares de óleos essenciais, cada um com as mais diversas utilidades e raridades.

E isso intimida as pessoas, pois a quantidade de óleos e a variedade de preços é enorme, por isso resolvi fazer uma lista daqueles que não devem faltar para você:

Lavanda: Ansiedade, queimaduras, calmante, feridas na pele, estresse.

Tea Tree: Infecções, feridas na pele, fungos, acne.

Hortelã Pimenta: Alergias, dor de cabeça, febre, náusea, congestão, revigorante.

Limão Siciliano: Ansiedade, picadas de inseto, regulação da pressão, depressão.

Olíbano: Inflamações, artrite, depressão, fadiga mental.

Esta lista poderia ser bem maior, mas para iniciar no uso dos óleos essenciais estes já são bem interessantes.

O mais importante é trabalhar com produtos de boa qualidade e pureza, buscar informações confiáveis sobre o uso e ter consciência de que eles não substituem medicamentos ou a sua consulta com o médico.